Cogumelos no carnaval

Crianças são observadoras em silêncio e tiram conclusões de todas experiências observadas e estas crenças originais ficam impressas na mente. Através dos pais as crianças compreendem o mundo, pais são os modelos de vida para os filhos.

Imaginem pais que falam ao celular enquanto dirigem,  pais que bebem diariamente, pais usuários de drogas!

Em uma de minhas leituras sobre educação conheci Albert Bandura, um psicólogo canadense, autor da Teoria Social Cognitiva. Para Albert o individuo é capaz de aprender através da observação do comportamento dos outros e com experimentos provou que estes exemplos são determinantes para o comportamento.

Em outras leituras  conheci Burrhus Frederic Skinner, um psicólogo americano que atribuiu suas próprias experiências de vida ao seu sistema de psicologia. Skinner considerava a vida um produto de reforços passados e sua principal contribuição para Psicologia foi o conceito de Comportamento Operante que descreve um tipo de relação entre as respostas dos organismos e o ambiente. A delicada preocupação com aprendizagem de Skinner me conquistou em 2006, na época com a pequena Nina na barriga, ele me ensinava sobre aspectos anti-pedagógicos da punição, onde aprendi e entendi que punir não modifica o comportamento de quem a promove e de quem recebe. Incrível!

Oras, se eu for falar mais de Skinner e Bandura, vou falar também do Behaviorismo de Watson que , segundo ele, os individuos não são responsáveis pelos seus atos, são consequência do meio em que vivem. Ah, assim não vou terminar este texto, muito menos contar porque o cogumelo mostrou neste carnaval como educar é mais simples “só que não”.

Na segunda passada Nina me perguntou: posso experimentar esse cogumelo? Olhei com orgulho, admiração, entusiasmo. Ahhh uma mistura de sensações de um legado, sem exagero, o cogumelo é uma conquista.

IMG_2362

O pedido para experimentar cogumelos frescos aconteceu após diversas refeições onde eu comia e Nina não olhava,  fazia careta,…. Especificamente com os cogumelos frescos, as refeições ocorreram com intervalos de 3 a 4 semanas. Adoro a memória das crianças!!

Durante nossas refeições, eu costumo oferecer,  sem insistir, sem punir, sem chantagear. Não existe doce após almoço como recompensa, nem punição por não limpar o prato, existe o tempo, a conversa e a troca.

Seu pedido na ultima quinta foi espontâneo, eu acredito que me ver comer e ficar feliz (amo cogumelos frescos) fez Nina ter vontade de experimentar. Não segurei o sorriso e fiz esta foto.

cogumelos_nina

E não esqueça!Isso acontece com o álcool, cigarro, bons e maus hábitos, acredite e nunca duvide disso.

Essa foi a nossa história deste carnaval.

E o que esse texto tem a ver com a bicicleta? TUDO. 

Bons hábitos são exemplos e juntas encontramos esta maneira de ir à escola, de bike! Nossa ida e volta é um passeio diário, uma convivência extremamente prazeirosa para nós. Nina prefere a bike, diz e reforça sempre esta idéia e não crê no carro como solução pra nada.

“Os principais problemas enfrentados hoje pelo mundo só poderão ser resolvidos se melhorarmos nossa compreensão do comportamento humano.”  Skinner

texto e fotos: Silvia Ballan

apoio:

LOGO_oGANGORRA

Anúncios
Esse post foi publicado em EDUCAÇÃO. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s